Pencil: um editor flash no Ubuntu

Umas das questões mais comuns dos usuários que vem do sistema Windows é saber se existem programas similares ao Dreamweaver, Photoshop e o Flash (todos da Adobe Systems).

E o mais comum na resposta é dizer que para o Photoshop use o GIMP, que para o Dreamweaver use o Aptana ou Gedit mesmo e para o Flash… bem… para este não tem mesmo, O usuário terá que continuar usando o Windows em dual-boot ou virtualizando o sistema das janelas.

Mas, espere!

E o Pencil?

O Pencil é um programa bem leve que edita e faz animações em SWF. A instalação é bem simples, bastando clicar no .DEB dele.

pencil

Ele não se compara ao Flash da Adobe, obviamente, mas em pequenos casos emergenciais quebra um galhão.

Então aproveita que nunm tá fazendo nada ai agora e testa ele. Depois me diz se valeu a pena ou não.

Dica do Aranho, via twitter.

Crie links de instalação rápida de aplicativos

Você tem um blog/site ou quer mandar um email para usuários Ubuntu, onde possam instalar um aplicativo com apenas um clique? Fácil, meu amigo(a).

Basta fazer assim:

Aplicativo

Repare que no caminho href você teve que incluir a tag “apt:“, é esse o comando para que o sistema Gnome entenda que deve ser acionado a instalação do pacote em questão. Simples não?

Tire fotos ou grave vídeos com sua webcam

cheese

É fácil tirar fotos ou gravar vídeos com sua webcam. Para isso entre na CPU – calma… quis dizer Central de Programas Ubuntu, no menu Aplicativos – procure pelo programa CHEESE.

Depois de instalado, vá para Aplicações > Multimídia > Cabine de webcam do Cheese.

O uso é simples e fácil. Além de gravar e tirar fotos, você colocar efeitos visuais nas fotos. Uma diversão.

Ubuntu 9.10 (Karmic Koala) – Novos Recursos e Mudanças.

[bb]Abaixo está uma lista de 10 características e mudanças no Ubuntu 9.10 que você não poderia deixar de saber…

1 – Remoção do Ekiga
Aplicação VOIP, que assumiu uma quantidade considerável de espaço em disco.

2 – Integração com o Wine
A instalação de aplicativos Wine/Windows vai ser ainda mais fácil no Karmic. Cerca de 50% dos usuários do Ubuntu acabam instalando o Wine.

3 – Assistente de Migração
O Assistente foi reescrito em Python para permitir maior desenvolvimento e manutenção.

4 – Novo Network Manager
Foi retirado todas as opções confusas e desnecessárias. Ficou ainda mais fácil mudar, encontrar e entrar em uma rede. Novo Aplet Design.

5 – Integração de redes sociais
Vários programas já usam o notificador do Ubuntu, tais como: Empathy, Evolution, Gwibber e outros.

6 – Computador Janitor (Mantenedor)
Este programa ganhou mais funcionalidade. Criando uma interface de usuário mais utilizável.

7 – UbuntuOne
Serviço de armazenamento da Canonical, que usa computação nas nuvens

8 – Wubi Migração
O Windows UBuntu Instalador ganhou nova funcionalidade. Irá ter uma ferramenta de “migração” que permitirá que uma instalação WUBI seja transferida para sua própria partição, assim ganhando mais performance.

9 – Empathy vs Pidgin
O Empathy iria substituir o Pidgin por completo até a implantação de voz/vídeo no Pidgin…. Ainda não decidiram, qual será o mensageiro padrão.

10 – XSplash para boot
Parece muito provável que o XSplash será o boot-screen “gerente” para o Ubuntu Karmic.

Fonte.

Brasero – Suite de gravação de CD/DVD

O Brasero é a escolha feita pelos desenvolvedores do Ubuntu para substituir o Serpentine, o aplicativo para criação de CDs de áudio desde à versão Gutsy Gibbon.
Apesar de sua simplicidade e fácil manuseio, o Serpentine, pelo menos para mim, se mostra muito incompleto quando comparado a outros aplicativos de mesma utilidade – principalmente quando há o excelente k3b nas distribuições com KDE. Ele não suporta a criação de CDs e DVDs de dados, não grava imagens, e etc…

O GNOME é o gestor de janelas do momento, ainda não se conseguiu explicar porquê da aderência em massa ao mesmo, mas supostamente foi “culpa” do Ubuntu, de qualquer maneira é um bom gestor de janelas, simples e limpo, e uma dos primeiros “problemas” que os utilizadores têm quando o usam é encontrar um programa de gravação que funcione bem no GNOME e que seja igualmente fácil, ora, esse programa pode bem ser o Brasero.

Este programa, é um projecto oficial da GNU, e ao longo do tempo tem começado a aparecer em distribuições de Linux como a alternativa ao “nautilus-cd-burner” o programa de gravação por omissão/defeito do GNOME, pois este não é muito claro nem foi feito para uma utilização muito versátil. Tais deficiências irão agora ser sanadas com o Brasero, que possui, dentre suas muitas funcionalidades,o supracitado suporte à criação de CDs e DVDs de dados, gravação (e extração) de imagens de mídias, gravação direta estilo on-the-fly (tanto para projetos simples quanto multi-sessão), além de uma interface simples e intuitiva e contar também com maior compatibilidade de hardware
Por grande parte dos usuários, o Brasero é considerado a melhor aplicação para gravação de mídia no GNOME – mesmo que, para atingir o nível do k3b ainda falte bastante.

Instalação:

Apresentado, vamos à instalação. O Brasero pode ser baixado pelo seu site oficial e compilado manualmente, porém, para reduzir esforços, baixaremos de repositórios não-oficiais e oficiais Debian/Ubuntu, Fedora, openSUSE ou outra distribuição. Se você já usa os repositórios do Ubuntu, pode instalar facilmente pelo comando:

#apt-get install brasero

O que faz o Brasero? Muita coisa, pode parecer tremendamente simples mas diga-se que faz bem o seu serviço como até faz mais um pouco do que estamos à espera, aqui ficam as principais funções, e não são todas as
que ele faz.

Discos de Dados:
– Pode editar os conteúdos dos discos, ou seja, modificar ficheiros que estão dentro das pastas dos mesmos
– Filtro automático de ficheiros não pretendidos
– Pode verificar a integridade dos ficheiros gravados

Discos de Música:
– Pode usar todos os ficheiros de áudio (ogg, flac, mp3,…)
– Pode procurar ficheiros de áudio dentro das pastas adicionadas
– Edição dos “silêncios” entre as faixas

Cópia:
– Copiar para o Disco Rígido
– Suporta Discos de sessão única
– Suporta qualquer tipo de CD

Outros:
– Apagar Discos
– Guardar Projectos
– Gravar imagens de discos (ISO, CUE,…)
– Pré-visualização de imagens, vídeo e áudio

Agora vamos à utilização do programa. Você pode chamá-lo pelo comando *brasero*, porém, uma entrada no menu é adicionada. No Gnome, ele ficará em Aplicações > Som e vídeo > Brasero. Abrindo-o, você verá a seguinte tela:

Captura_da_tela-Brasero

Iniciamente são possíveis quatro operações: gravar um CD/DVD de áudio, dados, copiar CD/DVD ou gravar a partir de uma imagem, além de outra disponível através do menu Disco > Apagar, obviamente para apagar CR-RW/DVD-RW. Vamos analisar cada uma dessa operações.

Gravando CD de áudio

Uma das vantagens do Brasero neste quesito é o suporte a pré-visualização do áudio, na criação de um CD. Como veremos na tela abaixo, esse “mini-player” fica no canto inferior direito da tela (para vê-lo, basta pressionar F11 ou ir em Ver > Pré-visualizar), enquanto você pode adicionar suas músicas por um arrasta-e-soltar da coluna direira para a esquerda, copiar pelo Nautilus ou simplesmente clicar no símbolo “+”. Você verá a capacidade atual e a usada no canto inferior esquerdo, onde você pode selecionar qual tipo de CD irá gravar.

560x420-Captura_da_tela-Brasero - Novo projeto disco de áudio

Selecionadas as músicas, clique em “Gravar”, onde apararecerá a seguinte tela:

Captura_da_tela-Preferências gravação de disco

Nela você poderá modificar o nome do disco, o dispositivo para gravação (gravadores ou imagem ISO), status da mídia e duas opções: “Manter o disco aberto para adicionar outros arquivos depois” e “Adicionar aos arquivos que já estão no disco”. Em outras palavras, a primeira faz o disco não ser finalizado, ou seja, continuar/iniciar um disco multisessão, e a segunda, para gravar numa sessão já aberta.

Clicando na opção “Propriedades”, ao lado do dispositivo a ser utilizado, você verá a seguinte tela:

Captura_da_tela-Propriedades de DVD-RAM GSA-H22N

Aqui se alteram valores como velocidade de gravação, “Gravar imagem diretamente sem salvar para o disco”, ou seja, o velho e conhecido modo “On-the-fly”, “Usar burnproof”, “Ejetar ao terminar gravação”, “Simular gravação”.

Terminada as opções, simplesmente grave. A tela de progresso será essa:

Captura_da_tela-Gravando CD

Neste caso, como a gravação ainda não tinha se iniciado, não havia o tempo restante e nem a velocidade de gravação.

Gravando CD/DVD de dados

O procedimento para gravar CD de dados é basicamente o mesmo do de áudio, porém há algumas modificações na coluna esquerda:

560x420-Captura_da_tela-Brasero - Novo projeto disco de dados

Nesse caso, você poderá pré-visualizar arquivos de áudio, vídeo e imagens, facilitando muito a nossa vida. Como no CD de áudio, também selecione a capacidade do disco no canto inferior esquerdo, e grave normalmente.

Copiando CDs/DVDs

A cópia de CDs no Brasero é simples, direta e eficiente. Ao clicar no botão “Copiar disco”, a seguinte tela se apresentará:

Captura_da_tela-Opções para copiar CD-DVD

Você pode alterar as Propriedades da unidade de gravação assim como ao gravar CDs de áudio/dados, ou salvar o CD para um arquivo ISO. Nessa situação você também pode escolher a unidade de origem/destino, se caso for a mesma, o CD lido será ejetado para a inserção da mídia virgem. Feitas as preferências, mande brasa, e a seguinte tela, similar à da gravação, aparecerá:

Captura_da_tela-Copiando CD

Gravando imagens ISO/Cue

O procedimento para a gravação de imagens ISO ou arquivos Cue é muito simples. Dada a tela inicial, clique em “Gravar uma imagem”, aparecendo a tela:

Captura_da_tela-Image burning setup

Selecione a imagem a ser queimada e siga com os passos padrões de gravação.

Apagando CDs/DVDs

Para apagar CD-RW/DVD-RW, vá até o menu Disco > Apagar. Nela, você selecionará a opção da unidade a ser apagada, se será apenas uma simulação ou se a formatação será rápida/completa, além de visualizar o status da mídia no drive:

Captura_da_tela-Apagar o disco

Bastando, após selecionar as opções, clicar em “Apagar”.

Checar integridade

A partir das versão 0.5.x, o Brasero começou a contar também com um verificador de integridade de um CD/DVD, oferecendo também a opção de bater a imagem com um arquivo MD5. Para isto, basta ir em Disco > Check Integrity ou pressionar Crtl+F:

Captura_da_tela-braseroO procedimento é simples: colcoar a mídia e clicar em Check. Obviamente, para comparar com um arquivo MD5, basta marcar a opção “Use a md5 file to check the disc”, a seguir selecionando-o.

Conclusão

O Brasero ainda está em estágio de desenvolvimento, porém, já demonstra imensas habilidades que competem com softwares como o GnomeBaker ou Graveman, que não podem ser paralelamente comparados devido à filosofia diferente de programação que cada autor tem. O Brasero se destaca pelos seus recursos, facilidade e objetividade de uso, além de uma eficiência grande nas funções que traz. Obviamente, é um programa simples que deve evoluir muito, e por exemplo, está no calendário de seu programador o suporte a criação de CDs/DVDs de vídeo, assim como no Nero.

Como já havia citado na descrição, é uma ótima opção para o ambiente Gnome, mas nada impede do usuário de outros ambientes, como o KDE, de usar e testar. Naturalmente, para quem procura um programa lotado de recursos, se satisfará melhor com o grande K3B, mas nada que o tempo não solucione, ainda mais agora que foi integrado ao projeto Gnome.

Fonte