Dicas rápidas para o Ubuntu

dezembro 9, 2008 – 4:06 pm

Assim como outros live-CDs, o Ubuntu é um sistema “tamanho único”, que consiste em uma imagem pré-instalada, contendo um conjunto padrão de aplicativos, diferente do que temos em distribuições tradicionais, onde você pode escolher quais pacotes quer instalar. Essa abordagem é mais simples, já que você precisa apenas dar boot pelo CD e instalar, mas em troca faz com que sejam instalados vários aplicativos de ue não precisa. Vamos então a uma pequena lista de alguns aplicativos e componentes e componentes que você pode remover com segurança.



Os efeitos 3D do compriz são o motivo de muitos testarem o Ubuntu e outras distribuições Linux e são sempre uma diversão nos primeiros dias. Entretanto, eles consomem uma boa dose de recursos do sistema e acabam cansando depois de algum tempo. Se você se cansou dele, ou se está frustrado por que a placa de vídeo não possui drivers 3D, remova o pacote “compriz-core”, que vai remover junto os pacote compiz compiz-fusion-plugins-extra compiz-fusion-plugins-main compiz-gnome e compiz-plugins, que compõem o conjunto:

$ sudo apt-get remove compiz-core

Os efeitos 3D do compriz são o motivo de muitos testarem o Ubuntu e outras distribuições Linux e são sempre uma diversão nos primeiros dias. Entretanto, eles consomem uma boa dose de recursos do sistema e acabam cansando depois de algum tempo. Se você se cansou dele, ou se está frustrado por que a placa de vídeo não possui drivers 3D, desative os efeitos 3D nas configurações e reserve os recursos do sistema para tarefas realmente importantes.

O Evolution é um cliente de e-mails bastante usado devido à similaridade com o Outlook. Entretanto, ele é também complexo e pesado, de forma que muitos preferem usar o Thunderbird, ou simplesmente utilizam o GMail ou outro webmail. Você pode removê-lo usando:

$ sudo apt-get remove evolution

Uma observação importante é que você não deve remover os pacotes “evolution-common” ou o “evolution-data-server-common”, pois eles são utilizados por diversos outros aplicativos do Gnome, entre eles o gnome-network-admin, o gnome-volume-manager e o gnome-backgrounds. Ao removê-los, a barra de tarefas do Gnome deixa de ser aberta, tornando a interface quase inutilizável.



Você pode também remover o conjunto de jogos do Gnome que vem pré-instalado. Apesar de simples, eles ocupam quase 50 MB:

$ sudo apt-get remove gnome-games gnome-games-data

Se você não precisa de suporte a scanners (nem a impressoras multifuncionais com função de scanner), pode remover o Sane:

$ sudo apt-get remove sane xsane libsane

Se você quiser remover o OpenOffice (para usar o BrOffice ou outra suíte) use:

$ sudo apt-get remove openoffice.org-l10n-common

O Ubuntu inclui diversos conjuntos de fontes com caracteres orientais, que são necessários para tornar o sistema multilíngue. Entretanto, se você não fala árabe, chines, koreano, taiwanês, hindi ou japonês, pode removê-las para economizar espaço:

$ sudo apt-get remove ttf-arabeyes ttf-arphic-uming ttf-indic-fonts-core ttf-kochi-gothic ttf-kochi-mincho ttf-thai-tlwg ttf-unfonts-core

No final do processo, use o autoremove do apt-get para remover pacotes órfãos, que não são mais necessários e aproveite para limpar o cache do apt-get:

$ sudo apt-get autoremove
$ sudo apt-get clean

Contionuando com as dicas, o Firefox vem (pelo menos no Ubuntu 8.10) com o módulo para correção ortográfica ativado, mas sem o dicionário para o Português do Brasil, o que faz com que ele simplesmente sublinhe quase todas as palavras. Para instalá-lo, acesse o https://addons.mozilla.org/pt-BR/firefox/addon/3257 e instale o complemento.

O Ubuntu inclui uma versão pré-compilada do driver 3D da nVidia, que pode ser instalado usando o apt-get. Instalar o driver desta forma é mais prático, pois você não precisa de compiladores nem dos headers do Kernel, como precisaria ao instalar manualmente o pacote baixado no www.nvidia.com.

$ sudo apt-get install nvidia-glx

Depois de instalar o driver, falta mudar a configuração do vídeo para que ele seja usado. Aqui você poderia usar a receita tradicional e editar o arquivo “/etc/X11/xorg.conf”, trocando o driver “nv” (o driver 2D que vem com o X) por “nvidia” (o driver 3D), ou usar o comando:

$ sudo dpkg-reconfigure xserver-xorg

Ele refaz a configuração do vídeo, pedindo várias confirmações. Como tudo é autodetectado, você pode simplesmente ir pressionando em todas. Preste atenção apenas para escolher “nvidia” na segunda pergunta, referente ao driver de vídeo que será usado.



Ir para o post original.