Configurando o Conky no Ubuntu

Conky é um ótimo app para desktop e serve para mostrar informações de monitoramento do sistema. Eu comecei a usá-lo há alguns meses e, recentemente, tive que passar por todo o processo de instalação novamente quando fiz uma nova instalação do Ubuntu 9.04 em meu laptop. Sim, 9.04. Por alguma razão, o 9.10 não funcionou para mim. De qualquer forma, os passos a seguir são especificamente para o Ubuntu 9.04. Você pode precisar fazer algumas alterações para fazê-lo funcionar na sua versão de Ubuntu.

conky

Os passos para a instalação e configuração para qualquer distro que não seja baseada em Ubuntu podem variar.

Primeiro, instale o Conky pelo Synaptic (procurando pelo Conky) ou pela seguinte linha de comando:

sudo apt-get --assume-yes install conky

Segundo, crie um arquivo de configuração no seu diretório home. É aí que você colocará o código para que o conky mostre somente o que você quer em seu desktop.

gedit /home/seu_nome_de_usuário/.conkyrc

Terceiro, insira o código que você quiser. Existem várias opções disponíveis online por pessoas mais espertas do que eu. No entanto, usei o seguinte código. Eu o adaptei a partir de um outro código que achei nos foruns do Ubuntu (veja aqui) Você pode copiá-lo e colar dentro do arquivo conkyrc que provavelmente ainda está aberto. Feito isso, salve-o e feche o arquivo.

Assunto indicado:  Ubuntu no Mac: desktop e servidor

Código:

# UBUNTU-CONKY
# Um fácil script conky, configurado para uso em
# Ubuntu / Debian Gnome, sem nenhuma necessidade de scripts externos.
#
# Baseado no conky-jc e no .conkyrc default.
# INCLUI:
# - últimas linhas do /var/log/messages
# - netstat mostra o número de conexões feitas de seu computador, e os apps/PID que os estão criando.

# Cria sua própria janela em vez de usar o desktop (necessário no nautilus)
own_window yes
own_window_type normal
own_window_transparent yes
own_window_hints undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager

# Usa double buffering (reduz efeito flicker; pode não funcionar para todo mundo)
double_buffer yes

# brinque com este parâmetro para alterar a janela
use_spacer right

# Use Xft?
use_xft yes
xftfont DejaVu Sans:size=8
xftalpha 0.8
text_buffer_size 2048

# Tempo de refresh da janela, em segundos
update_interval 1.0

# Tamanho mínimo da área de texto
# minimum_size 250 5

# Desenhar sombras?
draw_shades no

# Configurações diversas do texto
draw_outline no # amplia o texto se 'yes'
draw_borders no
uppercase no # ou 'yes' se você quer todo o texto em maiúsculas

# Stippled borders?
stippled_borders 3

# Margem da borda
border_margin 9

# Largura da borda
border_width 10

# Cor default, e também cor da borda, grey90 == #e5e5e5
default_color grey

own_window_colour brown
own_window_transparent yes

# Alinhamento de texto, outros valores possíves estarão comentados
#alignment top_left
alignment top_right
#alignment bottom_left
#alignment bottom_right

# Espaço entre as bordas e o texto
gap_x 10
gap_y 40

# Os elementos após 'TEXT' serão formatados na tela

TEXT
$color
${color blue}SYSTEM ${hr 2}$color
$nodename $sysname $kernel on $machine

${color red}CPU ${hr 2}$color
${freq}MHz   Load: ${loadavg}   Temp: ${acpitemp}
$cpubar
${cpugraph 000000 ffffff}
NAME             PID       CPU%      MEM%
${top name 1} ${top pid 1}   ${top cpu 1}    ${top mem 1}
${top name 2} ${top pid 2}   ${top cpu 2}    ${top mem 2}
${top name 3} ${top pid 3}   ${top cpu 3}    ${top mem 3}
${top name 4} ${top pid 4}   ${top cpu 4}    ${top mem 4}

${color green}MEMORY / DISK ${hr 2}$color
RAM:   $memperc%   ${membar 6}$color
Swap:  $swapperc%   ${swapbar 6}$color

Root:  ${fs_free_perc /}%   ${fs_bar 6 /}$color
hda1:  ${fs_free_perc /media/sda1}%   ${fs_bar 6 /media/sda1}$color

${color grey}NETWORK (${addr eth0}) ${hr 2}$color
Down: $color${downspeed eth0} k/s ${alignr}Up: ${upspeed eth0} k/s
${downspeedgraph eth0 25,140 000000 ff0000} ${alignr}${upspeedgraph eth0
25,140 000000 00ff00}$color
Total: ${totaldown eth0} ${alignr}Total: ${totalup eth0}
${execi 30 netstat -ept | grep ESTAB | awk '{print $9}' | cut -d: -f1 | sort | uniq -c | sort -nr}
${color orange}LOGGING ${hr 2}$color
${execi 30 tail -n3 /var/log/messages | awk '{print " ",$5,$6,$7,$8,$9,$10}' | fold -w50}

Quarto, crie um script bash para iniciar o Conky após o boot do computador.

gedit .conky_start.sh

Cole o código a seguir no script que você criou, salve e feche.

#!/bin/bash

sleep 2 && conky;

Dê o comando a seguir para tornar o script executável:

chmod a+x .conky_start.sh

Quinto, adicione o script no “Aplicações de Arranque” (Sistema > Preferências > Aplicações de Arranque).

Assunto indicado:  Utilizando chaves assimétricas GnuPG para troca de mensagens criptografadas

O comando estará em /home/seu_nome_de_usuário/.conky_start.sh

Sexto, reinicie o computador e desfrute de seu Conky. Brinque com o .conkyrc para alterar cores, entre outras coisas. Como dito antes, existem outros códigos espalhados pela internet, e você pode usá-os para obter um visual diferente para seu conky. O meu não é, de forma alguma, um código definitivo.

Texto original em www.igneousquill.net
Traduzido por Jethro Mendonça

Descubra como dominar o sistema mais utilizado em servidores, cloud, devops, voip, IoT no mundo
e comece a sua Jornada para se tornar um Profissional Linux

chevron-down